CRM defende decisão do CFM contra flexibilização do Revalida

29/04/2020

O CREMERJ apoia o Conselho Federal de Medicina (CFM) contra a não realização do exame Revalida, proposta por certos políticos, para que médicos formados no exterior possam atuar na pandemia da Covid-19. Para o CFM, pessoas que possuem diploma de Medicina obtido fora do país só devem exercer a profissão no Brasil após aprovação no teste de suficiência.

Diversas vezes os Conselhos de Medicina abordam o quão fundamental e importante é a realização desse exame para desempenhar a função de médico no país. Ao invés de ações nesse sentido, os governantes deveriam disponibilizar de equipamentos de proteção individual (EPIs) para que os profissionais da Saúde possam cumprir o seus papéis.

O CFM continua na luta pelo ético exercício da Medicina, certificando segurança e eficácia nos atendimentos à população. E garantindo aos médicos brasileiros respeito, valorização e reconhecimento.

 

Clique aqui para ver o vídeo divulgado pelo CFM