Médicos da Faculdade Nacional de Medicina são homenageados

19/11/2019


O CREMERJ promoveu solenidade para prestar merecida homenagem aos médicos jubilados - com 50 anos de formados e dedicação à profissão - da turma de 1969 da antiga Faculdade Nacional de Medicina, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O encontro, realizado nessa segunda-feira, 18, reuniu não apenas os homenageados, como também muitos familiares e amigos.

 

 

A mesa de abertura da cerimônia foi composta pelo presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano; e pelos conselheiros Ricardo Farias, Antônio Werneck e Joel Carlos Silveira.

 

Provenzano destacou a satisfação de homenagear médicos que exerceram meio século de profissão e também falou sobre as dificuldades que a medicina atual vem enfrentando.

 

“É um orgulho muito grande receber médicos que se formaram na nossa antiga nacional. Eu agradeço por terem chegado até aqui com ética e princípios, pois, hoje, muitos de vocês são mestres e formadores de opinião. E é preciso defender a dignidade e a boa prática médica. Essa é uma das lutas do Novo CREMERJ, impedir que continuemos sendo atacados pelo descaso público e ainda nos verem como os vilões. Somos tão vítimas quanto os pacientes, que vêm recebendo atendimentos sem qualquer dignidade”, disse.

 

Em seguida, os conselheiros do CREMERJ entregaram os certificados a cada homenageado.

 

Ao final, a cerimônia foi encerrada com o hino do curso de medicina da faculdade.

 

 

“Sinto-me grata por essa oportunidade que o CREMERJ deu de nos reencontrarmos. É bom ver que o nosso Conselho pensa e se preocupa conosco. Estou muito satisfeita!”

Maria Delzita Neves

 

 

 

 

“Foi muito boa a homenagem, mas o mais emocionante para mim foi o Conselho conseguir reunir todas essas pessoas hoje. Tem colegas que eu não via desde a formatura.”

Paulo Artur de Lemos – um dos representantes da turma