EM BREVE: Novo Portal de Atendimento Médico

NOTA DE REPÚDIO À ABERTURA DE FACULDADES DE MEDICINA

06/10/2019


O CREMERJ se coloca, frontalmente, contra a abertura de novas faculdades de Medicina, não só no Estado do Rio de Janeiro, assim como em todo o país!

O último resultado do ENADE revelou que somente 3% dos estudantes de instituições de ensino privado obtiveram êxito. Este número, em relação às públicas é de 29%! Como afirma o Conselheiro Raphael Câmara, representante do CREMERJ no CFM, em artigo publicado hoje (https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2408292149284344&id=100003107463208&comment_id=2408297769283782¬if_t=feed_comment¬if_id=1570363358228721&ref=m_notif).

O Brasil e, principalmente, o Estado do Rio precisam é mais atenção à saúde pública para minorar o sofrimento da população, tão mal assistida neste quesito pelos governos.

Criar novas escolas, como está acontecendo agora, segundo notícia do jornal O Globo (https://oglobo.globo.com/economia/estacio-tera-novo-campus-de-medicina-na-barra-da-tijuca-em-2020-23994948) só irá inchar o já combalido pelotão de médicos sem a preparação adequada para exercer a profissão.

“Fomos à Brasília, mês passado, em conjunto com Eduardo Trindade, Presidente do CREMERS, num encontro com o Ministro da Educação, e sugerimos que ao invés de abrir novas faculdades, o MEC deveria promover uma prova de avaliação. E cada vez que uma instituição não alcançasse o mínimo necessário, perderia 20% do número de alunos para o ano seguinte. O Ministro ficou de estudar a nossa proposição, apoiada por outros CRMs”, completou o Presidente do CREMERJ Sylvio Provenzano.