CREMERJ retira interdição do Hospital da Mulher de Cabo Frio

23/05/2019


O CREMERJ retirou a interdição ética do Hospital Municipal da Mulher de Cabo Frio, nesta quinta-feira, 23. A decisão ocorreu após visita técnica de conselheiros e de fiscais da entidade, que ocorreu no mesmo dia.

De acordo com o Departamento de Fiscalização do CREMERJ, a prefeitura cumpriu as principais exigências, determinadas pelo Conselho.

Apesar de a unidade ter sido desinterditada, o presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, afirmou que a entidade continuará acompanhando a situação do Hospital da Mulher, para garantir a boa prática médica e assegurar a proteção da assistência à população.

“A interdição ética foi uma medida extrema, decidida pelo Conselho com muita tristeza. O CREMERJ notificou por sete vezes, desde outubro, a prefeitura de Cabo Frio por conta desta maternidade, mas nunca tivemos um retorno. E para piorar, só aumentaram as denúncias do número de mortes de bebês nesta unidade. Depois da interdição, fomos ouvidos e medidas foram tomadas. Constatamos hoje que a maternidade tinha condições de ser reaberta”, destacou.

O Hospital da Mulher de Cabo Frio foi interditado eticamente pelo CREMERJ na última quinta-feira, 16, após vistoria na unidade.