Faleceu, ontem, o grande médico Sérgio Edgar Allan

20/05/2019


Sérgio Edgar Allan formou-se em Medicina em 1963, na então Faculdade Nacional de Medicina da Praia Vermelha. Nos EUA, fez clínica médica e, posteriormente, oncologia e hematologia. Voltou ao Brasil na década de 1970 e assumiu a chefia do Instituto Nacional de Câncer (Inca) em 1980.

Promoveu uma verdadeira revolução na oncologia brasileira. Dono de grande conhecimento médico, sempre foi incansável na sua determinação em transmitir conhecimento. Generoso, introduziu no Brasil, ensinando a todos, a realização percutânea de biópsia de medula óssea.

Distribuía artigos científicos e antes da internet construiu uma incrível rede de informações, mesmo com os residentes que deixavam o Inca e iam para outros Estados brasileiros. Lutou e conseguiu desmistificar o uso de opioides no tratamento da dor do paciente oncológico.

Sempre se classificava como um eterno aprendiz. Generoso, ético, amigo, um dos grandes mestres da medicina do RJ. Ajudou a todos e contribuiu para formação de toda uma geração de oncologistas. Todos que o conheceram foram testemunhas de sua competência e do seu amor à Medicina.


Roberto Gil
É oncologista clínico do Instituto Nacional de Câncer, do grupo Oncoclinicas do Rio de Janeiro e amigo pessoal de Sergio Edgar Allan