CREMERJ fiscaliza Hospital Municipal Albert Schweitzer

30/04/2019


O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) fiscalizou o Hospital Municipal Albert Schweitzer, na última segunda-feira, 29 de abril.

Em relação à queda de energia e ao não funcionamento do gerador no dia 28 de abril, a equipe técnica explicou ao Cremerj que, assim que houve a falta de luz, em torno das 20h, o equipamento estava funcionando normalmente, mas parou, por volta das 21h, após entrar água no filtro em razão da chuva e dos ventos fortes.

Na hora que o gerador parou de funcionar, havia 26 adultos em ventilação mecânica no CTI adulto, quatro crianças no CTI pediátrico e dois recém-nascidos na UTI neonatal – todos estes em ventilação mecânica e monitores mecânicos que funcionaram com a bateria até a luz se restabelecer às 23h30. De acordo com a equipe do hospital, enquanto a energia não havia sido normalizada, eles entraram em contato com unidades próximas para solicitar transferências e algumas, inclusive, chegaram a ocorrer.

O Cremerj ainda pediu um laudo técnico sobre o que aconteceu com o gerador e o que pode ser feito para que o equipamento seja regularizado.

Ainda durante a fiscalização, o Cremerj verificou que tinha deficiência de monitores na unidade semi-intensiva neonatal. Este déficit, no entanto, não comprometeu o estado clínico de nenhum paciente durante a falta de luz.

Outra irregularidade encontrada pelo Conselho foi a superlotação da emergência, principalmente na sala amarela, além da falta de rouparia e de lençóis para todos os setores do hospital.

Apesar desta superlotação, o Albert Schweitzer tem 20 leitos de CTI adulto prontos, mas que aguardam ser inaugurados.