CREMERJ cobra explicações da prefeitura do Rio

19/02/2019


 

O CREMERJ fez uma representação contra a prefeitura do Rio de Janeiro e pediu esclarecimentos sobre a proposta de aplicativo para avaliação dos usuários sobre os médicos nas unidades de saúde do município, anunciada pelo prefeito Marcelo Crivella nessa segunda-feira, 18.

De acordo com as informações feitas pelo próprio prefeito à imprensa, o aplicativo será disponibilizado até o fim deste mês. Ele chegou a afirmar que se houvesse problema, chamaria a atenção do médico.

Contudo, não está claro como será feita a apuração das possíveis avaliações negativas, e em nenhum momento o CREMERJ foi consultado sobre a legalidade desta medida, visto que é o representante legal para a fiscalização da ética profissional.

“Acima de qualquer questão, o atendimento médico deve ser feito com ética. À prefeitura cabe o controle de situações de trabalho, como monitoramento de carga horária, não sobre as decisões do atendimento. Então se o médico fizer um diagnóstico do qual o paciente discorde, o profissional poderá ser avaliado de forma ruim? Como isso será tratado? Uma medida assim não pode ser implementada desta forma”, salienta o presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, que se coloca à disposição do prefeito para tratarem do assunto conjuntamente.