Escleroterapia: CRM ganha ação contra clínica de estética

30/11/2018


O CREMERJ ganha, mais uma vez,  a ação contra a clínica de estética Rio Arte Beleza e Estética, que foi proibida de realizar procedimentos de escleroterapia  no tratamento de varizes por não médicos. A determinação do juiz da 20ª Vara Federal do Rio de Janeiro, Paulo André Bonfadini, foi publicada nessa quinta-feira, 29.

Em seu despacho, o juiz reforça que a prática é privativa dos médicos. "Julgo procedente o pedido, confirmando a tutela de urgência concedida para que a ré seja impedida de realizar o procedimento de escleroterapia (seja qual for a denominação utilizada), que implique em inserção de agulhas nas veias dos pacientes para redução de vasos e varizes, sem a presença de profissionais médicos, habilitados e registrados junto ao Conselho de Medicina", declarou Bonfadini.

O presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, alerta sobre os riscos à população pela prática ilegal da medicina.

"O tratamento de varizes é atribuição restrita dos médicos, preferencialmente especializados em cirurgia vascular e angiologia. É importante que a sociedade saiba que procedimentos invasivos são atividades exclusivas conforme a Lei do Ato Médico, já que os formados em medicina estão preparados para esse atendimento, assegurando a saúde dos pacientes",  afirma Provenzano.