CRM e Corpo de Bombeiros debatem sobre o Código de Ética

09/11/2018


O presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, e o conselheiro Walter Palis estiveram, nesta sexta-feira, 09, em um café da manhã no Hospital Central Aristarcho Pessoa (HCAP) que pertence ao Corpo de Bombeiros. Além de conhecer um pouco do trabalho da instituição, que emprega cerca de 700 médicos no Estado e atende mais de 60 mil pacientes, eles ouviram a proposta do diretor geral da unidade, Coronel Roberto Miúra, de transformar o Código de Ética Médica em uma lei.

O diretor da unidade argumenta que há muitos casos de judicialização que vão de encontro aos preceitos do código e como ele é um ato administrativo e não tem valor de lei, os médicos ficam desassistidos. Provenzano reconheceu a importância do debate e propôs a realização de um fórum no Conselho com uma plenária em que essas ideias possam ser apresentadas e debatidas:

“Temos um código de ética muito bom, mas que, infelizmente, alguns colegas desconhecem. Para os que o tem como norma e o praticam diariamente realmente não há respaldo jurídico”, disse o presidente do CRM. A plenária deve ser realizada ainda no mês de novembro.