CREMERJ promove 13º Prêmio de Residência Médica

14/11/2016


O vencedor do 13º Prêmio de Residência Médica do CREMERJ, entregue nessa quinta-feira, 10, durante evento na sede do Conselho, foi Renan Silva Couto, do Hospital Naval Marcílio Dias, com o trabalho intitulado “Desenvolvimento de Dispositivos para Treinamento de Habilidades Operatórias em Videocirurgia”, cujo preceptora foi Andrea da Costa Veloso. 

“É sempre bom ganhar, mas o que realmente vale é a razão de tudo isso: é promover, apesar de todos os problemas, a ciência, a pesquisa e a medicina. Além disso, estimular o desenvolvimento de ações que realmente possam ser eficazes e que culminem com o benefício do paciente e da população, que é o foco de todos nós que trabalhamos na área de Saúde”, declarou emocionado Renan. 

O segundo e terceiro colocados foram, respectivamente, Filipe Bacellar de Faria, do Instituto Nacional do Câncer, com o trabalho “Resultados Preliminares do Impacto na Mudança da Abordagem Auxiliar nos Carcinomas da Mama Tratados Conservadoramente”, orientada por Daniel Cesar; e Winiee Mota Lopes, da Maternidade Escola da UFRJ, com o trabalho “Implementação de Protocolo de Avaliação Morfológica do Coração Fetal”, orientado por Karina Bilda de Castro Rezende.

A mesa solene foi composta pelo vice-presidente do CREMERJ, Nelson Nahon, pelos diretores Gil Simões e José Ramon Blanco, que também preside a Somerj, pelo presidente da dos Médicos Residentes do Estado do Rio de Janeiro (Amererj) e pelo coordenador da comissão julgadora do prêmio, Rossano Kepler Alvim Fiorelli. 

Nelson Nahon, explicou que o prêmio foi criado em 2004, com o objetivo de fortalecer a residência médica e valorizar o papel fundamental do preceptor na capacitação profissional dos residentes. Em seu discurso, Nahon parabenizou os 12 finalistas.    

“Estamos vivendo um momento muito difícil na saúde pública do nosso Estado. São hospitais sem condições de atendimento, UPAs sendo fechadas, postos de saúde que não possuem médico e uma série de outros problemas. Isso reflete também no aprendizado dos residentes. Por conta disso, é tão importante parabenizar o trabalho de todos vocês que, mesmo com toda essa situação, estão lutando e trabalhando para fazer uma medicina de qualidade e prestar um bom atendimento para a nossa população”, declarou Nahon. 

Gil Simões, que também é coordenador da Comissão de Médicos Recém-Formados do CREMERJ, parabenizou os 53 inscritos na premiação e também a comissão julgadora dos trabalhos. Ele ainda citou a presença da presidente da Comissão Estadual de Residência Médica do Rio de Janeiro (Ceremerj), Suzana Maciel Wuillaume, e saudou a posse de Rossano na Academia Brasileira de Medicina (ANM). 

“Tenho uma grande satisfação em participar desta premiação e quero agradecer ao grupo que faz a seleção dos trabalhos por todo o empenho. É com grande respeito que agradeço a atuação de vocês. Também quero aproveitar para dizer que todos os residentes que participaram são vencedores e parabenizar o excelente trabalho dos preceptores. A pesquisa de todos tem uma contribuição muito grande para a sociedade”, declarou. 

Os 12 trabalhos selecionados foram divididos nas categorias experimental/pesquisa, levantamento de casuística e relato de caso. Cada participante teve dez minutos para apresentar seu trabalho. Ao final das exposições, os jurados escolheram os três vencedores pela originalidade, pela apresentação e pela contribuição ao conhecimento sobre o assunto.
 
O primeiro lugar foi contemplado com R$ 5 mil, o segundo ganhou R$ 3 mil e o terceiro colocado recebeu R$ 1.500. Já seus preceptores ganharam um iPad. O 13º Prêmio de Residência do CREMERJ teve patrocínio da Associação Médica do Estado do Rio de Janeiro (Somerj). 
 
Classificados:
Além dos ganhadores, foram classificados para apresentação de seus trabalhos: Ana Carolina Chehuan de Barros Silva (Uerj), Bruna Piassi Guaitolini (Hospital Central do Exército), Helena Fernandes Ferraz (Uerj), Júlia Pinella Guedes Pereira (UFRJ), Lucio Henrique Rocha Vieira (Hospital Federal de Bonsucesso), Marcela Bohn de Albuquerque Alves (Hospital Federal dos Servidores do Estado), Mariana Oliveira de Menezes (Hospital Federal da Lagoa), Marina Barcelos de Figueiredo (Hospital Municipal Souza Aguiar) e Thomas Moreira Carvalho (Instituto Nacional de Cardiologia). 
 
Comissão julgadora:
A comissão julgadora foi composta pelos médicos: Amaro Alexandre Neto, Ana Alice Ibiapina, Charles Rodney Morrison Day, Clemax Couto Santana, Gilberto Perez Cardoso, Hugo Miyahira, Luiz Antonio Rodrigues, Milber Fernandes Guedes Junior, Maria Inez Padula Anderson, Daniel Puig e Vania Luiza Cochlar Pereira.


Participaram do evento os diretores do CREMERJ Serafim Borges, Erika Reis e Ana Maria Cabral.