Comssu e Soperj se reúnem com Amil

23/03/2016


A Comissão de Saúde Suplementar do CREMERJ (Comssu) e a Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (Soperj) participaram de uma reunião com a Amil nessa segunda-feira, 21, para debater os valores da consulta de puericultura pagos aos pediatras credenciados à operadora.

Participaram da reunião a coordenadora da Comssu, Márcia Rosa de Araujo; o conselheiro federal Sidnei Ferreira; as diretoras da Amil Cristina Mendes e Liliane Pace; e a presidente e os membros da Soperj, Isabel Rey Madeira, Maria Nazareth Ramos, Ana Rosa Castellões e Edson Liberal, respectivamente.

Na ocasião, os membros da Sociedade relataram a necessidade de que a Amil faça como outras operadoras, a exemplo da Golden Cross, da Cassi, da Unimed-RJ e da SulAmérica, que remuneram as consultas de puericultura por um valor maior. A consulta se encontra no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) com um código específico, distinto do código da consulta comum.

Ao reivindicarem o valor diferenciado, os médicos tiveram a informação de que a maioria dos pediatras credenciados à operadora não informam o código da consulta quando as realizam. Segundo as diretoras da Amil, é importante indicar o código corretamente para que se possa realizar um estudo de impacto nos custos ao se corrigir os valores solicitados pelos pediatras.

Cristina Mendes e Liliane Pace se comprometeram a realizar um estudo para apresentar uma resposta à Soperj, pedindo o prazo de um mês, para a realização do processo. 

“Houve uma ampla discussão sobre a importância da existência da consulta de puericultura. Como é previsto no rol da ANS e outras operadoras já estão pagando, é fundamental que a Amil acompanhe os valores do mercado. É importante que a partir de agora os colegas pediatras coloquem esse código nos seus atendimentos e se mobilizem com a Soperj para fortalecer a luta por esta conquista”, ressalta Márcia Rosa.