CREMERJ alerta para aumento de casos de malária

20/04/2015


O CREMERJ alerta para um aumento significativo do número de casos de malária nos municípios de Nova Friburgo, Miguel Pereira, Petrópolis, Macaé, Teresópolis, Magé e Guapimirim, além de três verificações de origem indeterminada. Entre 28 de janeiro e 20 de março de 2015 foram registrados no Estado do Rio de Janeiro 23 ocorrências autóctones de malária, ou seja, contraídos dentro do território onde foram diagnosticados.

De acordo com artigo publicado no Jornal do CREMERJ (edição 282-março/2015), até o momento, nenhum dos casos apresentou aspectos de gravidade, e eram – aparentemente – causados pelo agente da febre terçã benigna, o Plasmodium vivax, com baixa parasitemia no sangue periférico. Os casos surgiram de forma isolada, o que não caracteriza uma epidemia. No entanto, é importante atentar para os sintomas: febre e calafrios; dores no corpo, de cabeça e abdominais; fraqueza; mal estar geral; náuseas; vômitos; tremores fortes.

Em 2014, foram registrados oito casos. Em 2013 foram sete, em 2012 mais seis e em 2011 apenas um, enquanto em 2010 foram seis.

Clique aqui e leia o artigo na íntegra (página 24, do Jornal do CREMERJ).