Rio Bonito: médicos do Darcy Vargas pedem apoio do CREMERJ

27/03/2015


Médicos do Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV), em Rio Bonito, pediram apoio ao CREMERJ para classificar o nível de atendimento às urgências e emergências da unidade, em reunião nessa segunda-feira, 23, na sede da entidade. O hospital foi fiscalizado pelo Conselho em 2009, 2011, 2012 e 2014. Em todas as visitas, foi constatado que a unidade se enquadra no nível de complexidade IV, de acordo com a Resolução nº 100/1996 do CREMERJ. 

As documentações apresentadas pelos médicos somente reforçaram o que a entidade já havia comprovado. No entanto, segundo os colegas, para o município, o hospital é considerado de nível II e, por isso, recebe um aporte financeiro inferior ao que deveria, resultando em precariedade no atendimento.

O vice-presidente do CREMERJ, Nelson Nahon, informou que o Conselho já entrou com um pedido à Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Saúde Região Metropolitana II, reiterando a importância da mudança da classificação para o atendimento à população e por melhores condições de trabalho para os médicos.

Um dos problemas relatados pelos colegas é a falta de suporte na própria unidade para esclarecimento de diagnósticos, como biópsias. De acordo com os médicos, esse resultado costuma demorar até 60 dias, o que em casos de pacientes oncológicos pode comprometer totalmente a sua recuperação.

“Essa situação nos preocupa, por isso encaminhamos o caso para a Promotoria. Vamos também buscar uma resposta da Secretaria Municipal de Rio Bonito. O atendimento à população não pode ser prejudicado e os médicos merecem condições dignas de trabalho”, declarou Nelson Nahon.
 
O CREMERJ encaminhará a ata da reunião dessa segunda-feira à Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Saúde Região Metropolitana II.

Do CREMERJ, além de Nelson Nahon, participaram da reunião o presidente Pablo Vazquez, os diretores Gil Simões e Marília de Abreu e a assessora jurídica Kátia Oliveira. Já do HRDV compareceram o diretor médico Flávio Augusto Colucci Coelho, o diretor técnico Hemerson dos Santos Luz, o assessor jurídico Sérgio Ricardo Oliveira e o administrador Renato de Oliveira Vitorino.