CREMERJ constata fechamento de UPA em São João de Meriti

11/12/2014


Em fiscalização nesta quinta-feira, 11, o CREMERJ constatou o fechamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas Jardim Íris, em São João de Meriti. Após denúncias de funcionamento precário, a Comissão de Fiscalização do Conselho (Cofis) esteve na unidade, onde havia apenas um segurança, que informou que a unidade não abria as portas há 20 dias.

Segundo denúncias de colegas, a UPA vinha funcionando precariamente. Além disso, a prefeitura estava atrasando o pagamento dos funcionários. Devido a problemas financeiros, de acordo com a prefeitura, o intuito era repassar a administração da unidade para o Estado.

Para o vice-presidente do CREMERJ, Nelson Nahon, a situação é extremamente grave, porque todo o Rio de Janeiro, com destaque para a região da Baixada Fluminense, sofre com a falta de unidades de saúde.

“Essa é uma situação extremamente preocupante, porque a população está ficando desassistida. A prefeitura precisa apresentar uma solução com urgência para esse problema, reabrindo a UPA, oferecendo um atendimento digno para os moradores e, obviamente, pagando em dia os funcionários. Não há condições de essa unidade permanecer fechada”, afirmou Nelson Nahon.

O CREMERJ enviou ofício pedindo esclarecimentos à Secretaria Municipal de Saúde sobre caso e encaminhará denúncia ao Ministério Público.

A visita à UPA, em São João de Meriti, foi realizada pela médica fiscal do CREMERJ Márcia Ribeiro e pelo gerente da Cofis, Pedro Paulo Prado.