CREMERJ se reúne com secretário de saúde de Belford Roxo

29/09/2014


O CREMERJ se reuniu nessa quarta-feira, 24, com o secretário municipal de Saúde de Belford Roxo, Marco Aurélio Pereira, convocado para tratar das denúncias feitas por médicos sobre a precariedade da situação de trabalho e de atendimento no Hospital Municipal Jorge Júlio Costa Santos Joca.
 
O encontro realizado na seccional do Conselho, em Nova Iguaçu, foi dirigido pelo vice-presidente Nelson Nahon, que esteve acompanhado do coordenador do CREMERJ no município, José Estevam da Silva Filho.
 
“Como já tínhamos conhecimento da precariedade do quadro, julgamos mais produtivo nos reunir com o secretário para tomar conhecimento dos planos e das providencias que estão sendo tomadas”, afirmou Estevam, que aproveitou a ocasião para tratar também de questões envolvendo a atenção primária do município, avaliada como fraca.
 
O secretário, que tomou posse em abril, reconheceu a precariedade do cenário encontrado e apresentou documentos oficiais que listam as providências que estão sendo implementadas não apenas em relação ao hospital denunciado, como para ampla melhoria do sistema básico de saúde do sexto mais populoso município do Estado do Rio de Janeiro.
 
A reforma e o reaparelhamento do hospital se encontram em andamento, com o cuidado de não prejudicar o atendimento à população. As melhorias já foram concluídas no centro cirúrgico e na recepção. No momento, estão sendo realizadas obras na enfermaria e em frente à unidade.
 
Além disso, a Secretaria estabeleceu como meta até 2015 a elevação, de 36% para 60%, da cobertura básica no município.
 
Marco Aurélio Pereira prometeu a construção de dez novas Unidades Básicas de Saúde (UBS), ampliação de outras três e reforma de cinco já existentes. Além disso, revelou que está nos seus planos a construção de cinco academias da saúde.   
 
Com o objetivo de reduzir as filas, foi informado que a regulação interna está sendo descentralizada, com a implantação de vários polos de atendimento interligados. Outra novidade anunciada foi a pactuação selada com a Comissão Intergestora Regional, visando ao atendimento de pacientes oncológicos em Volta Redonda, que possui bons serviços na área e capacidade de absorção. Além disso, segundo ele, a frota de veículos da Secretaria está sendo renovada.
 
"Com relação à classificação de risco, nenhum paciente em Belford Roxo é redirecionado. Quem se dirigir a uma UPA tem que receber atendimento médico, nem que isso demore duas horas", garantiu.
 
A insegurança enfrentada pelas equipes da secretaria também foi tema do encontro. Marco Aurélio Pereira  atribui o problema ao reforço da segurança pública na capital e a consequente migração dos criminosos para a Baixada.  Já tivemos unidades fechadas por ordem de bandidos e vários casos de assaltos e violência contra integrantes de nossas equipes, disse, acrescentando que foi solicitado policiamento ostensivo à Secretaria Estadual de Segurança Pública.
 
O secretário comentou que a judicialização da saúde tem sido outra fonte de preocupação. "Em cinco meses, fui cinco vezes ao Ministério Público",  disse.
 
Ao final da reunião, Nelson Nahon afirmou que o CREMERJ acompanhará de perto a execução das promessas, além de informar os médicos sobre a disposição do secretário em resolver os problemas denunciados.
 
Marco Aurélio Pereira, disse, por sua vez, que classificava como "muito bom o convite do CREMERJ para a reunião, porque a iniciativa ajuda o município a tomar as providências necessárias".