Médicos promovem ato público no HGB pela derrubada dos vetos

21/08/2013


Médicos de todo o Brasil promoveram mobilizações nessa terça-feira, 20, dia da votação dos vetos à Lei do Ato Médico pelos parlamentares em Brasília. A categoria reivindica a derrubada desses vetos. No Rio de Janeiro, o ato público, organizado pelo CREMERJ e Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, foi realizado em frente ao Hospital Federal de Bonsucesso (HGB), por volta das 11h, onde foi destacada a importância da regulamentação da profissão de medicina, principalmente para a segurança da população.

“Algumas categorias podem, hoje, achar que esses vetos são favoráveis, mas, na verdade, não são e, no futuro, resultarão em confusão e insegurança no tratamento para a população. Esse assunto foi debatido por quase 11 anos no Congresso e o texto final, sem os vetos, foi um acordo, inclusive, entre as categorias. Os médicos cederam até onde foi possível”, declarou o conselheiro Sidnei Ferreira.

Durante a manifestação, os médicos criticaram ainda a Medida Provisória 621/2013, que institui o programa “Mais Médicos”, que aprova a importação de médicos sem a revalidação do diploma, e o descaso do governo em relação à saúde e ao ensino médico.

“O CREMERJ não vai registrar médicos sem o Revalida, porque o conhecimento desses colegas precisa, sim, ser atestado. Outra preocupação nossa é com os estudantes de medicina da Gama Filho que ainda estão sem aulas e sem hospital-escola. A residência médica, que é a melhor forma de especialização, também está sendo afetada, pois até o momento não há data para a realização do concurso para o próximo ano”, afirmou o conselheiro Armindo Fernando da Costa.

O ato público também recebeu apoio de representantes da Associação de Movimentos dos Renais Vivos e Transplantados do Estado do Rio de Janeiro (Amorvit-RJ).