Cocem: categoria se mobiliza em defesa da Lei do Ato Médico

14/08/2013


Em reunião da Coordenação da Comissão de Ética (Cocem) do CREMERJ nesta terça-feira, 13, os médicos declararam seu apoio às mobilizações, que serão promovidas na semana que vem, em defesa da Lei do Ato Médico. No dia 20, quando serão votados os vetos feitos pela presidente da República Dilma Rousseff, as entidades médicas realizarão atos públicos em todo o país, principalmente em Brasília. 

Os conselheiros Aloísio Tibiriçá e Erika Reis estão, inclusive, na capital federal, para ajudar a organizar as mobilizações. No Rio de Janeiro, a manifestação acontecerá em frente ao Hospital Federal de Bonsucesso (HGB), às 11h.

Os conselheiros Pablo Vazquez e Armindo Fernando da Costa, que dirigiram a reunião, destacaram a importância da adesão dos médicos ao movimento e incentivaram a ida dos colegas a Brasília. Os conselheiros também consideraram fundamental o diálogo entre médico e paciente, para que a população entenda o valor da Lei do Ato Médico.

O CREMERJ divulgou ainda a manifestação que será realizada na quarta-feira, 14, na porta do Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, e convidou os colegas para participarem.

Na reunião, a categoria também mostrou preocupação com a residência médica. Segundo médicos do Hospital Federal Cardoso Fontes e do HGB, o Núcleo Estadual no Rio de Janeiro (Nerj) do Ministério da Saúde passou a responsabilidade do concurso para a Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Entretanto, não há informações detalhadas sobre essa transferência.