Ato público reivindicará negociações com planos de saúde

08/07/2013


Atenção, colegas!

As seguradoras que atuam no mercado de planos de saúde estão se recusando a negociar com o Movimento de Convênios, alegando estar aguardando o índice de reajuste da ANS.

A ANS, por sua vez, afirma que o índice não interfere nas negociações.

Além disso, a Bradesco Saúde já está cobrando dos médicos as informações para atender instrução da ANS que discrimina médicos, ao implantar a qualificação profissional dos prestadores de saúde, pontuando os que têm títulos de especialista, especializações etc.

A população sofre reajuste anual dos planos de saúde, mas os médicos continuam com baixa remuneração.
Por isso, o CREMERJ, a Somerj, a Central Médica de Convênios e as sociedades de especialidade promoverão uma manifestação no dia 11, contra a intransigência dos planos de saúde.
 
O Movimento de Convênios exige:

1. Consulta com valor mínimo de R$ 70,00;
2. Aplicação da 5ª edição da CBHPM plena por todas as operadoras;
3. Equiparação dos valores de atendimentos e procedimentos médicos realizados em enfermarias aos prestados nos apartamentos;
4. Equiparação dos honorários médicos dos planos individuais aos planos coletivos;

 Colegas, a luta por melhores honorários é ética!
PARTICIPEM!

Dia 11 de julho, quinta-feira, às 10h, na esquina da rua Evaristo da Veiga com a Senador Dantas, nº 74 (em frente ao banco Bradesco)