CRM apoia proposta de intervenção na Gama Filho

15/03/2013


O CREMERJ se reuniu nesta sexta-feira, 15, com alunos da Universidade Gama Filho e afirmou que apoiará o pedido ao Ministério da Educação (MEC) de intervenção na instituição de ensino. Estudantes do curso de medicina relataram que tentaram dialogar eticamente com a empresa Galileo Educacional – mantenedora da instituição desde 2012 –, mas não tiveram êxito, e, por isso, optaram pela intervenção. Este ano, os alunos ainda não tiveram aula e, no ano passado, algumas aulas práticas foram ministradas em salas de aula com a apresentação de cases.
 
Segundo os estudantes, as mensalidades estão sendo pagas. No entanto, a Galileo Educacional garante não ter dinheiro para pagar o salário dos professores nem investir na compra de insumos e manutenção da instituição. Os convênios com hospitais para o ensino prático também estão ameaçados.
 
Os alunos contaram ainda que, em 2012, notificaram o MEC sobre a situação caótica que estavam vivendo dentro da Gama Filho. O Ministério, por sua vez, respondeu que os estudantes deveriam procurar órgãos da Defesa do Consumidor, como o Procon, caso se sentissem lesados pelo serviço prestado pela universidade.
 
“Essa resposta foi um disparate. O governo quer facilitar a entrada de médicos do exterior no Brasil, mas não cuida das escolas de medicina que existem no país. O curso de medicina da Gama Filho é tradicional e reconhecido no mercado. É um absurdo o que estão fazendo. Não podemos admitir aulas práticas sem examinar um paciente. No futuro, poderemos ter médicos incapacitados que poderão expor a população”, afirmou o conselheiro Pablo Vazquez.
 
O CREMERJ apoia a proposta de intervenção na Gama Filho pelo MEC e solicitará ao ministério, para os próximos dias, uma audiência em Brasília, com a presença de uma comissão de estudantes. O Conselho também oferecerá suporte logístico à Liga Acadêmica da universidade, com o objetivo de solucionar a situação o quanto antes.
 
Participaram da reunião a presidente do CREMERJ, Márcia Rosa de Araujo, e os conselheiros Nelson Nahon, Vera Fonseca, Armindo Fernando da Costa e Erika Reis; o coordenador do mandato da deputada Jandira Feghali, Caique Tibiriçá, além de representantes da Liga Acadêmica da Gama Filho e alunos da faculdade de medicina.