SBHM-RJ promove congresso sobre nefrologia

12/03/2013


Com o apoio do CREMERJ, a Sociedade Brasileira de História da Medicina Capítulo do Estado do Rio de Janeiro (SBHM-RJ) realizou nessa segunda-feira, 11, um congresso sobre a “Nefrologia no Rio de Janeiro”. O evento, que aconteceu no auditório Julio Sanderson, em Botafogo, contou com a presença de cerca de 100 pessoas. Entre os convidados, estavam o conselheiro do CREMERJ, Armindo Fernando da Costa, e o ex-presidente da SBHM-RJ, Carlos Alberto Basílio de Oliveira. O presidente da SBHM-RJ, Orlando Marques Vieira, fez a abertura do congresso e destacou a importância da Sociedade e do Conselho para a classe médica.

“O CREMERJ se aliou à nossa Sociedade e nos motivou a promover esse evento que já chegou à quarta edição. Durante o congresso, vamos falar da evolução da nefrologia no estado do Rio, um assunto que é de extrema importância para os médicos e estudantes de medicina”, afirmou.

A programação começou com a exposição de mais de 20 pôsteres – trabalhos elaborados por alunos de medicina de diversas universidades, sob a orientação de um professor. Cinco projetos – “Professor Deolindo Nunes Couto”; “Manoel de Abreu”; “Chapot-Prevost e a separação das xipófagas”; “História da Santa Casa de Saúde de Misericórdia do Rio de Janeiro”; “História do Hospital Universitário Antonio Pedro” – foram selecionados, apresentados pelos estudantes e avaliados por uma comissão julgadora. Os três primeiros receberam o Prêmio Ivolino de Vasconcelos e os dois últimos foram prestigiados com menções honrosas. 

Após as premiações, foram realizadas duas conferências: “História da Nefrologia no Rio de Janeiro” e “Os transplantes renais no Rio de Janeiro”. O evento se encerrou com a outorga da comenda Dr. João VI – Príncipe da Educação Médica Brasileira. A saudação foi feita pelo acadêmico Omar da Rosa Santos e os agraciados com a homenagem foram: Deise Rosa de Boni Monteiro de Carvalho, Sergio Monteiro de Carvalho e Carlos Alberto Mandarim-De-Lacerda.

“O CREMERJ investe na relação com as sociedades médicas e a SBHM-RJ é uma delas. Contamos com a presença de mestres em nefrologia, foi uma verdadeira aula. O assunto ficou ainda mais relevante devido aos últimos acontecimentos, como o cancelamento dos transplantes de rins no Hospital de Bonsucesso. O Conselho não desistiu da causa e ainda trabalha para que essa decisão seja revertida, porque isso resultará numa assistência mais ampla para a população fluminense”, explicou o conselheiro Armindo Fernando.