Coronavírus: CREMERJ participa de audiência pública na Alerj

06/03/2020

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizou uma audiência pública nesta sexta-feira, 6, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, no Palácio Tiradentes, para debater as ações preventivas e o plano de contingência para o enfrentamento do coronavírus no estado do Rio de Janeiro. O evento contou com a participação da Comissão Externa de Acompanhamento das Ações Preventivas e Consequências sobre o Coronavírus da Câmara Federal.

O encontro foi aberto pela deputada e presidente da Comissão de Saúde da Alerj, Martha Rocha, em conjunto com o deputado federal Dr. Luizinho (Luiz Antônio Teixeira), que propuseram o estabelecimento de um comitê de monitoramento do coronavírus com a participação da Alerj para acompanhamento em tempo real da doença.

O presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, em sua fala, abordou as prevenções que devem ser tomadas para prevenção do novo vírus. "Os cuidados devem ser pessoais de higiene como lavar as mãos, compartilhar objetos de uso pessoal, ao tossir deve ser colocado o antebraço na frente, evitar ficar próximo de pessoas em caso de sintomas de gripe. Não podemos pensar somente no coronavírus e nos esquecermos de doenças como o sarampo que é muito mais letal. Também foi acertada a decisão do Ministério da Saúde de antecipar o calendário de vacinação da gripe", esclareceu.

O secretário estadual de Saúde, Edmar Macedo, além de falar das ações que foram promovidas pela SES, como o acompanhamento do primeiro caso de coronavírus confirmado no estado, que foi na cidade de Barra Mansa, no último dia, 5. Ele também pediu apoio aos deputados federais para intermediar junto ao Ministério da Saúde, para que verbas federais sejam repassadas aos estados em caso de surto da doença.

"Não é só o coronavírus. É importante que as pessoas se vacinem contra o sarampo. Também vamos antecipar a vacinação da gripe para o dia 23 de março, para que a rede não seja sobrecarregada. Além disso, estamos muito preocupados com arboviroses como dengue, zika, chikungunya e febre amarela", declarou o secretário.

Também participaram do evento: a deputada Enfermeira Rejane; a deputada Mônica Francisco; a pesquisadora da Fiocruz Margareth Dalcomo; a presidente do Coren-RJ, Ana Lucia Telles; e a presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, Maria da Conceição da Rocha.