CRM participa de congresso Pan-americano de Cirurgia Vascular

06/11/2014


O CREMERJ participou nesta quarta-feira, 29, da cerimônia de abertura do XIII Panamerican Congress on Vascular and Endovascular Surgery (13º Congresso Pan-americano de Cirurgia Vascular e Endovascular), tradicional encontro científico da angiologia do Brasil. O evento contou com palestras de renomados especialistas brasileiros e de outros países, ao longo de quatro dias.
 
Em seu pronunciamento, o presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, afirmou que tem acompanhado o trabalhado da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV) tanto do ponto vista político como também em relação à  defesa profissional e da ética. "Orgulho-me muito de estar aqui, em um evento deste porte e que reúne colegas que lutam incessantemente na defesa da medicina. A união dos colegas é uma prova de que nós não nos curvaremos diante das agressões que tentam infligir à  nossa categoria. Continuaremos na luta defendendo a nossa profissão, a medicina de qualidade e o atendimento digno à população."
 
Na visão do presidente do congresso, Enrico Ascher, o encontro representa o primeiro grande esforço acadêmico na área para integrar as Américas do Sul e do Norte. "Em 1990, quando comecei o congresso, me surpreendi com o grande número de pessoas. Percebi, então, que havia uma necessidade dessa integração. Sendo assim, a cada dois anos trazemos cerca de  25 especialistas norte-americanos e europeus para o  Brasil. Mas não para eles darem suas aulas apenas, e sim para ouvirem  as coisas boas, interessantes e novas  que os cirurgiões vasculares brasileiros estão fazendo. E isso é a integração ideal, porque eles estão ensinando e aprendendo ao mesmo tempo."
 
Já o presidente da SBACV do Rio de Janeiro, Julio Cesar Peclat, salientou que o fato de o congresso ser sempre realizado na capital fluminense aumenta a responsabilidade da regional em fortalecer, do ponto de vista científico, o evento no Brasil e nos Estados Unidos. "É um evento de alto nível científico que serve para todos nós aprendermos, nos reciclarmos e trocarmos experiências com os convidados nacionais e internacionais. Contamos com cerca de 800 inscritos.  O Panamerican  já faz parte do calendário científico e social da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular."
 
Por outro lado, Peclat afirmou que a Sociedade muito tem feito pela questão científica, mas ainda é preciso avançar na área da defesa profissional. "Nós temos trabalhado fortemente pela melhoria dos honorários médicos do cirurgião vascular e pela valorização da especialidade. Fiquei muito feliz com a presença do nosso presidente Sidnei Ferreira, que foi quem endossou o nosso rol de procedimentos com patologia vascular."
 
O presidente da SBACV, Pedro Pablo Komlos, também ressaltou a importância do evento como forma de divulgar a cirurgia vascular fora do Brasil. "É um evento importantíssimo que tem a capacidade de trazer uma série de  convidados estrangeiros e divulgar a nossa cirurgia vascular lá fora."
 
Além de Sidnei Ferreira, Enrico Ascher, Pedro Pablo Komlos e Julio Cesar Peclat,  a mesa de abertura do congresso foi formada pelo executive co-chairman do evento, Sérgio Meirelles; pelos associate chairmen conselheiro Rossi Murilo da Silva e Alvaro Razuk Filho; pelo representante da Academia Nacional de Medicina Arno Ristow; pelo presidente do SVS-Capítulo Brasil, Calógero Presti; pelo chairman honorário do Pan 2014, Michel Makaroun; pelo international consultant for the  Panamerican Venous Forum, Lowell Kabnick; e pelo diretor científico da SBACV-RJ, Carlos Peixoto.
 
O evento contou ainda com a participação do diretor do CREMERJ Carlos Enaldo de Araújo.