Formandos da Estácio de Sá são orientados pelo CREMERJ

04/11/2014


Cerca de 200 formandos em medicina da Universidade Estácio de Sá – todos do campus João Uchoa e egressos da extinta Universidade Gama Filho – participaram da palestra Conhecendo o CREMERJ, nessa segunda-feira, 3, no auditório Júlio Sanderson. Em sua palestra, o conselheiro Luís Fernando Moraes enumerou e detalhou as atividades do Conselho, destacou a importância da Educação Médica Continuada e chamou atenção para os serviços oferecidos através do site, como atualização cadastral, registro de extravio de documentos, emissão de certidões negativas e download de palestras.

Os formandos entregaram na ocasião a documentação necessária para a agilização da carteira profissional com o número do CRM, indispensável para o ingresso no mercado de trabalho e para a participação em concurso de residência médica.

Luís Fernando Moraes salientou que o CREMERJ foi pioneiro em várias ações de interesse dos médicos, como a criação das Câmaras Técnicas, da Comissão de Defesa das Pregrrogativas do Médico (Codeprem) e da Comissão de Saúde Suplementar (Comssu). O conselheiro informou ainda que o Conselho é o segundo maior do país em número de participantes. São cerca de 100 mil inscritos, dos quais 60 mil ativos.

Foram também destacados artigos do Código de Ética Médica. Os formandos foram alertados sobre a importância do registro nos prontuários dos pacientes de todos os procedimentos médicos realizados, sempre de forma legível, para evitar eventuais problemas futuros. O palestrante alertou ainda sobre cuidados a serem tomados no fornecimento de atestados médicos, a necessidade de preservação do sigilo do diagnóstico e a relevância da boa relação médico-paciente.

A conselheira Vera Fonseca ressaltou a importância da residência médica para a formação profissional, além de se solidarizar com os formandos, devido à longa agonia que culminou no fechamento da Universidade Gama Filho. “Se o governo tivesse agido de forma diferente, evitaria a grande angústia que todos nós vivemos, incluindo o CREMERJ. Estamos muito felizes por vocês terem alcançado esta grande conquista”, afirmou.

A conselheira destacou a necessidade de todos continuarem estudando e se aprimorando. “Não deixem de seguir três regras: manter a ética, colocar a profissão a serviço do outro e buscar sempre o crescimento profissional”, disse.

A coordenadora geral de Medicina da Estácio de Sá, Luciana Borges, também exaltou a importância de os médicos continuarem sempre estudando.

Ao final da palestra, foram distribuídos kits contendo o Código de Ética Médica, publicações do CREMERJ e manuais médicos diversos.