CRM participa da posse do novo diretor do Hospital do Andaraí

15/09/2014

Após três anos de luta, o Hospital Federal do Andaraí (HFA) tem um motivo para comemorar. Nessa quinta-feira, 10, foi realizada a solenidade de posse do novo diretor da unidade, Carlos Henrique Reis. A cerimônia, que contou com a presença de representantes do CREMERJ, foi marcada por muita emoção, diante da esperança de reconstruir a unidade para que ela volte a ser um centro de excelência.

Na ocasião, Carlos Henrique afirmou que vai instituir um colegiado gestor para administrar o Andaraí. Emocionado, o médico disse que para vencer esse desafio espera contar com apoio de toda a comunidade do Hospital do Andaraí. 

“Com certeza isso vai ser um dos maiores desafios da minha vida. Eu conheço a casa. Só saí em 1997 para ir para outro hospital público, o da Posse. Os colegas vieram me convocar para esta missão e espero estar à altura. Administrar um hospital é complexo e exige, além de dedicação, compreensão da parte de metodologia, da gestão e da grande quantidade de regras que hoje tem a saúde”, disse o diretor empossado.

Além de agradecer o apoio dos colegas e da comunidade do hospital, Carlos Henrique disse que espera contar com o apoio e participação do CREMERJ e do Sinmed-RJ em sua gestão.

“Agradeço muito a ação do Conselho Regional de Medicina, que se faz presente na avaliação das políticas públicas do Estado, que está sempre atuante. Vou precisar muito que o CRM e o sindicato estejam presentes em minha gestão. Considero essas duas entidades importantes para atuar na reconstrução do hospital do Andaraí”, complementou em entrevista para o CREMERJ.

Representando os funcionários do hospital, o coordenador de assistência do Andaraí, Gabriel Pimenta Neto, salientou a importância da união de toda a comunidade – médicos, enfermeiros, farmacêuticos e administrativos.

“Eles viram que não era possível um hospital chegar a esse ponto e nos ajudaram a formar um novo grupo aqui dentro, que aceitou o desafio de gerenciar esse hospital. Mas a gente não podia fazer isso sozinho. Tínhamos que ter o respaldo do Ministério da Saúde, que ficou sensibilizado e procurou se aproximar da gente e negociar essa gestão”, disse.

Para o presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, que esteve presente à solenidade, o Andaraí é um exemplo de luta para todas as unidades que sofrem hoje com o sucateamento, a superlotação, a falta de insumos e de recursos humanos.

“Toda a comunidade do Andaraí está de parabéns. Esse momento só foi possível graças à luta e à resistência dos colegas. O CREMERJ parabeniza a nova direção e, certamente, continuará ao lado do hospital, contribuindo para a sua reconstrução - afirmou Sidnei Ferreira. 

Desde 2012, quando a situação do HFA se agravou, o corpo clínico do hospital se organizou e vem lutando contra o sucateamento da unidade. Em 2013, o movimento culminou com um ato público, que chamou a atenção da mídia e dos gestores de saúde. Até que membros do Ministério procuraram os médicos da unidade para abrir o diálogo e elaborar uma proposta conjunta para revigorar o hospital e eleger um novo diretor.

O CREMERJ esteve presente em todas as lutas dos colegas do Andaraí.  Entrou, por exemplo, com uma ação civil pública com pedido de liminar na Vara Federal da Seção Judiciária do Rio de Janeiro contra o Ministério da Saúde devido ao sucateamento do hospital.

Também participam do evento o diretor do CREMERJ, Serafim Borges; a diretora substituta do Departamento de Gestão Hospitalar, Sonia Capelão; e o secretário de Atenção à Saúde, Fausto Pereira dos Santos.