CREMERJ participa do 5º encontro médico-científico da Amzo

20/08/2014


 

O CREMERJ participou da abertura do 5º Encontro Médico-Científico da Zona Oeste e 3º Encontro Médico-Científico de Ginecologia e Obstetrícia da Associação dos Médicos da Zona Oeste (Amzo), nessa quarta-feira, 13. Realizado a cada dois anos, o evento objetiva promover o aperfeiçoamento e trocas científicas entre especialistas da região.

A programação dessa quinta edição abrange atualização nas áreas de clínica médica, ginecologia, obstetrícia e pediatria. Entre os temas abordados estão “Tecnologia e monitorização de paciente crônico”, “Atualização nas infecções por citomegalovírus” e “Luteína – Inovação na nutrição de lactente no desenvolvimento visual e conectivo”.

Na ocasião, o presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, após parabenizar a Amzo pelo trabalho que vem desenvolvendo, defendeu a união de todas as entidades médicas em prol da luta médica.

“Devemos estar unidos e deixar de lado as diferenças políticas ou de qualquer outra natureza. Embora o país venha avançando economicamente, não vemos esse avanço se refletir na saúde, afinal não há um plano nacional para o setor. A nossa profissão tem sido muito agredida com questões como o Provab, o Projeto Mais Médicos, o veto ao Ato Médico e a gratificação dos médicos federais, que ainda não foi normalizada. Além disso, tem a situação caótica dos hospitais municipais, estaduais e federais”, pontuou.

No entanto, segundo Sidnei Ferreira, o Conselho tem trabalhado e lutado em todas as instâncias para defender os interesses dos médicos e da população.

“Temos ido a todos os hospitais, conversado com os colegas, reunido os corpos clínicos, as comissões de ética e realizado assembleias. Também temos ido ao Ministério Público Federal e Estadual, ao Ministério de Saúde, às secretarias de Saúde do Estado e do município e ao Nerj. Temos buscado solução para esses problemas”, frisou.

O presidente do Conselho também reafirmou os objetivos da categoria.

“Queremos atendimento de qualidade à população, carreira de Estado, concurso público, um vínculo digno de nossa responsabilidade, assim como salários e condições adequadas de trabalho. É para isso que estamos lutando. O Conselho está junto das entidades”, declarou.

Ao ressaltar a importância das associações médicas de bairro, o presidente da Amzo, José Wagner Mota, observou que a entidade – fundada há mais de 30 anos – vem realizando encontros de atualização científica para os colegas da Zona Oeste.

“Promovemos também palestras científicas mensais e eventos de confraternização. São ações pautadas na ética e no apoio às causas médicas”, disse.

Já o presidente do evento e tesoureiro da Amzo, José Camargo, destacou que os encontros promovidos pelas associações de bairros são instrumentos importantes para manter a união entre os colegas.

“É importante que todos participem. Somente por meio da união poderemos manter nossa força e representatividade”, salientou.

Além de Sidnei Ferreira, José Wagner Mota e José Camargo, a mesa solene foi formada pela conselheira Vera Fonseca, responsável pela coordenação do evento na área de ginecologia; a conselheira Ana Maria Cabral, vice-presidente da Amzo; o diretor do CREMERJ e presidente da Associação Médica de Jacarepaguá, Carlos Enaldo de Araújo; o representante da Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (Soperj) Ricardo Tovar; e a diretora da Unimed Ana Maria Mola.

Os conselheiros do CREMERJ Márcia Rosa de Araujo, Pablo Vazquez, Gil Simões e Armindo Fernando da Costa também compareceram ao evento.