Cardoso Fontes suspende greve, mas permanece mobilizado

31/07/2014


Durante a assembleia, nessa terça-feira, 29, médicos do Hospital Federal Cardoso Fontes decidiram interromper a paralisação e entrar em estado de greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, 4. A unidade, que desde fevereiro paralisou parcialmente as suas atividades, definiu que retornará à rotina dos atendimentos, mas que, a qualquer momento, poderá optar pela greve novamente.

O diretor do CREMERJ Carlos Enaldo de Araújo disse que o Conselho apoia a decisão do corpo clínico.

“Apoiamos a decisão dessa unidade, mas reiteramos que o CREMERJ continuará a sua luta em favor da categoria contra as injustiças cometidas pelo Ministério da Saúde”, declarou.

Os colegas do Cardoso Fontes têm participado ativamente do movimento dos médicos federais, que luta pela normalização das gratificações por desempenho, por concursos públicos com salários dignos, por um atendimento de qualidade à população e por um plano de cargos, carreira e vencimentos.