CREMERJ promove reunião com as comissões de ética médica

12/03/2014


A manifestação de 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, na Cinelândia, foi o principal tema debatido na reunião das Comissões de Ética Médica, que aconteceu nessa terça-feira, 11. No encontro, também foram discutidas questões como a greve dos médicos dos hospitais federais, a situação dos médicos que trabalham como pessoa jurídica, o ato médico e o programa Mais Médicos.

O conselheiro Pablo Vazquez destacou que a manifestação está sendo organizada pelas três entidades médicas nacionais. No Rio de Janeiro, com o objetivo de mobilizar os colegas, o CREMERJ e o Sinmed-RJ têm realizado visitas a hospitais municipais, estaduais e federais.

A greve organizada pelo Sindsprev-RJ, que os médicos aderiram no dia 17 de fevereiro, conta com o apoio do Sinmed-RJ e do CREMERJ, pois a gratificação dos médicos federais ficaram sem correção.

O conselheiro informou ainda que o projeto de lei da prefeitura do Rio de Janeiro sobre o ISS foi encaminhado à Câmara Municipal dos Vereadores e dá tratamento às multas arbitrárias que os médicos que têm pessoa jurídica vêm sofrendo há anos.

Já o conselheiro Armindo Fernando da Costa enfatizou que a adesão da categoria à manifestação de 7 de abril é fundamental para que os médicos pressionem as autoridades. Segundo ele, é importante também o apoio da população nesse movimento.

Em seus informes, a conselheira Erika Reis disse que o CREMERJ solicitou uma audiência com o prefeito Eduardo Paes para falar sobre a situação das unidades municipais.

A conselheira informou ainda que o CREMERJ e o Sinmed-RJ continuam realizando  visitas para mobilizar os colegas das unidades. Na quarta-feira, foi a vez do Andaraí e na próxima segunda, do Hospital Cardoso Fontes. Até o momento já houve encontros nos hospitais Getúlio Vargas, Carlos Chagas, Rocha Faria e Souza Aguiar.