CREMERJ e Sinmed-RJ mobilizam médicos do Carlos Chagas

19/02/2014


Representantes do CREMERJ e do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ) estiveram nessa segunda-feira, 17, no Hospital Estadual Carlos Chagas para mobilizar os médicos a participarem da agenda nacional de ações em defesa da saúde e da categoria. Os colegas aproveitaram o encontro para criticar os baixos salários e as péssimas condições de trabalho.
 
A conselheira do CREMERJ Erika Reis destacou a atuação das entidades médicas por melhorias para a categoria. Segundo ela, o Conselho tem denunciado os problemas detectados durante as fiscalizações para o Ministério Público e para a Justiça. Além disso, tem cobrado soluções das Secretarias de Saúde e de outros gestores do Executivo. 
 
“Sabemos que não é uma tarefa fácil, mas não podemos desistir, porque a nossa luta é por uma assistência digna para a população e por salários justos para a nossa categoria”, declarou.
 
O presidente do Sinmed-RJ, Jorge Darze, também incentivou os colegas a apoiarem o movimento nacional. Ele lembrou que a agenda engloba as reivindicações de médicos federais, estaduais e municipais e que, juntos, ficará mais fácil mostrar para a sociedade quem são os verdadeiros culpados pelo caos na saúde.
 
“A situação dos servidores é crítica. Os médicos estaduais vivem uma situação ainda pior, pois, com relação a salário, recebem os mais baixos. As condições de trabalho também são complexas e precisamos lutar por melhorias”, afirmou.
 
O CREMERJ e o Sinmed-RJ incentivaram os médicos a participarem no dia 24 de março, às 19h, de uma assembleia geral na sede do Conselho. Essa reunião será preparatória para o ato público que acontecerá no dia 7 de abril – quando se comemora o Dia Mundial da Saúde –, às 10h, na Cinelândia. A expectativa é reunir o maior número possível de médicos, residentes e acadêmicos. Para que os colegas participem do ato, os serviços eletivos e ambulatoriais serão paralisados até as 14h. As emergências, porém, funcionarão normalmente.
 
Também participaram do encontro os conselheiros Carlos Enaldo de Araújo e Marília de Abreu e as diretoras do Sinmed-RJ Mônica Vieira e Sara Padron.