CFM alerta que golpistas têm agido em municípios do interior

04/12/2013


Nessa quinta-feira, 3, o Conselho Federal de Medicina (CFM) recebeu denúncia de fraude que está ocorrendo em municípios do interior. De acordo com informações, um homem, tem usado o nome do presidente do CFM, Roberto Luiz dAvila, ou até se apresentado como ele para abordar médicos e entidades médicas por telefone. 

Nas ligações, ele informa que, de passagem pela região, enfrentou problemas de viagem e perdeu contato com a família e com o CFM. No fim, pede ajuda financeira para resolver as supostas dificuldades e voltar para casa. 

O golpe foi descoberto quando um colega abordado decidiu checar se o pedido procedia. Diante do risco, o Conselho Federal de Medicina desautoriza qualquer pedido de ajuda (logística ou financeira) feita em nome da entidade ou de seus diretores e conselheiros. 

Os colegas também devem ter cautela com ligações do mesmo tipo, com pedidos atribuídos a presidentes ou diretores de outras entidades médicas. Quem for vítima dessas abordagens deve denunciar o caso à Polícia para tomada de providências.