CREMERJ debate situação dos hospitais do Rio com Hans Dohmann

21/11/2013


O presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, e a sua diretoria se reuniram, nessa terça-feira, 19, com o secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, para debater o estado dos hospitais na cidade do Rio de Janeiro. Na ocasião, foi apresentado o relatório das últimas fiscalizações que constatam a situação crítica nas unidades, causada principalmente pela falta de recursos humanos e péssimas condições de trabalho.

Durante a reunião, falou-se sobre o Hospital Salgado Filho, as maternidades Alexander Fleming e Maria Amélia Buarque de Hollanda, o CTI do Souza Aguiar, os postos de saúde e os hospitais da Piedade, Raphael de Paula Souza, Salles Neto, Santa Casa da Misericórdia, entre outros.

Em relação ao Salgado Filho, o CREMERJ mostrou uma série de irregularidades, como a falta de clínicos gerais na emergência, o fechamento da Unidade de Pacientes Graves (UPG), a superlotação e as más condições de trabalho. 

No encontro, o Conselho reiterou a importância de que sejam abertos concursos públicos com salários justos e condições dignas de trabalho.

Também participaram da reunião os conselheiros Nelson Nahon, Pablo Vazquez, Erika Reis, Serafim Borges e Gil Simões.