Representantes de seccionais se reúnem na sede do CREMERJ

14/10/2013


A Coordenação de Seccionais do CREMERJ (Cosec) se reuniu nessa sexta-feira, 11, na sede do Conselho, para debater a situação da saúde em cada região do estado e assuntos administrativos. Pela primeira vez, o encontro também contou com a participação dos representantes das subsedes.
 
As seccionais e subsedes listaram os principais problemas em cada região e bairros. Na ocasião, foi comentada a situação caótica da saúde pública em todo o estado. Em Valença, por exemplo, é grave a falta de recursos humanos e de infraestrutura na unidade onde funciona o Programa de Saúde da Família. Apesar de apresentar instalações adequadas, não há nem ambulância na porta.
 
Em Petrópolis, a forma como está a saúde suplementar também preocupa, principalmente com o aumento das glosas. Por isso, a seccional da cidade, em parceria com a Associação Médica de Petrópolis e o Sindicato dos Médicos de Petrópolis, tem realizado reuniões com os planos de saúde a fim de resolver essa situação.
 
A seccional de Nova Iguaçu anunciou que em novembro promoverá um curso de educação médica continuada na região. Já a seccional de Duque de Caxias disse que está negociando o espaço para realizar o evento em 2014 em sua cidade. Este ano, o município fará no dia 31 uma homenagem aos médicos pelo Dia do Médico.
 
Os colegas que participaram da reunião também criticaram a Medida Provisória 621/2013, que cria o programa “Mais Médicos”. O presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, falou que se reuniu, no último dia 3, com os presidentes dos demais Conselhos Regionais de Medicina, em Brasília, onde o assunto foi discutido. Na ocasião, Sidnei mostrou preocupação com o que foi aprovado na Comissão Mista da Câmara, com destaque para o registro dos médicos estrangeiros pelo Ministério da Saúde, o que poderá abrir grave precedente.
“Não somos a favor desse programa, porque não resolve o problema da saúde pública. Essa medida provisória apresenta várias inconstitucionalidades. Por isso, vamos continuar lutando, porque queremos um atendimento de qualidade para a população e a valorização da medicina”, declarou.
 
Além de Sidnei Ferreira, a reunião foi dirigida pelos conselheiros Abdu Kexfe, Nelson Nahon, Pablo Vazquez, Luís Fernando Moraes e Marília de Abreu.
 
Os representantes das seccionais de Angra dos Reis, Barra do Piraí, Cabo Frio, Nova Friburgo, Itaperuna, Niterói, Resende, São Gonçalo, Três Rios e Vassouras; e das subsedes Barra da Tijuca, Campo Grande, Ilha do Governador, Jacarepaguá, Madureira, Méier e Tijuca também compareceram ao encontro.