CREMERJ repudia medida anunciada pela presidente Dilma

25/06/2013


O CREMERJ vem a público declarar o seu repúdio à medida anunciada pela presidente da República, Dilma Rousseff, de trazer milhares de médicos estrangeiros para o Brasil.

Tal proposta tenta tirar o foco dos verdadeiros problemas da saúde. Há tempos, o Conselho denuncia as mazelas do setor e afirma que não faltam médicos no país, e, sim, estrutura adequada para exercício da profissão.

O Conselho acredita que esta providência não garantirá a qualidade no atendimento à população e que só condições adequadas de trabalho podem melhorar a assistência médica.

Em seu pronunciamento, a presidente afirmou que quando não houver a disponibilidade de médicos brasileiros, contratará profissionais estrangeiros para trabalhar com exclusividade no Sistema Único de Saúde.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem número superior de médicos em relação ao recomendado, ou seja, definitivamente não faltam médicos.

O CREMERJ defende a realização de concursos públicos com salários dignos, a criação de carreira de estado para os médicos e o repasse de 10% do PIB da União para a Saúde Pública.  

As recentes manifestações populares demonstram que a sociedade não está satisfeita com as condições precárias da saúde pública, por isso o CREMERJ se une ao pedido pacífico dos manifestantes em busca de uma saúde de qualidade para todos.