Em Volta Redonda, hospital corre o risco de perder cirurgiões

06/06/2013


O Hospital Municipal São João Batista, em Volta Redonda, corre o risco de ficar sem cirurgiões a partir do dia 1º de julho. Desde maio, os médicos reivindicam a equiparação salarial em relação aos demais profissionais da área de saúde. A equipe se reuniu com a direção da unidade várias vezes, porém, até o momento, não foi negociado nenhum reajuste.

Em razão da ausência de diálogo com os colegas, o CREMERJ alerta que os pacientes do São João Batista poderão ficar sem cirurgiões devido à intransigência do hospital.

“A reivindicação dos colegas é justa e o CREMERJ não vê razão para a prefeitura e a direção da unidade não resolverem este problema, evitando colocar em risco a população que é atendida pelo Hospital São João Batista”, declarou o conselheiro Nelson Nahon.