Médicos do HGB fazem assembleia para debater sobre a Ebserh

23/05/2013


O CREMERJ participou nesta quinta-feira, 23, da assembleia dos médicos do Hospital Federal de Bonsucesso, que debateu as estratégias de luta contra a entrada da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares  (Ebserh) na unidade. Na reunião, foi deliberada a realização de uma manifestação na Praça da Liberdade, pátio do hospital, na próxima terça-feira, 28, às 11h.
 
 A reunião, que inicialmente foi realizada no auditório do prédio 5 do HGB, teve que ser transferida para a Praça da Liberdade em função do grande número de participantes.
 
O coordenador da Comissão de Saúde Pública do CREMERJ, Pablo Vazquez, disse que o governo atual melhorou a situação econômica do país, mas não fez nada para investir no maior patrimônio, que é a vida.
 
“O HGB tem uma tradição de combate, de luta. A gente tem toda a condição de ter uma direção moderna, direta, voltada para o bem público e não para interesses privados, que almeja o lucro”, disse Vazquez, que criticou ainda a proposta do governo de contratar médicos estrangeiros para trabalhar no país.
 
Já o conselheiro do CREMERJ Armindo Fernando Costa observou que o movimento contra a entrada da Ebserh deve ser realizado de forma organizada e contar com a participação de todos os setores da sociedade.
 
“A Praça da Liberdade é um símbolo de luta. Temos que trazer todos para o nosso lado, os pacientes, a população, os residentes, os estudantes de medicina. Precisamos nos unir para combater a entrada da Ebserh”, destacou.
 
Dando continuidade ao movimento contra a Ebserh, está programada  para o dia 3 de junho, no Colégio Brasileiro de Cirurgiões, uma assembleia geral com a participação de todos os hospitais. Já no dia 5 de junho, às 10h, haverá uma manifestação na Cinelândia.