Médicos se reúnem em assembleia geral no INC, em Laranjeiras

22/05/2013


Médicos e profissionais de saúde se reuniram em assembleia geral nesta quarta-feira, 22, no Instituto Nacional de Cardiologia, em Laranjeiras, para falar sobre a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - Saúde Brasil (Ebserh), que o Ministério da Saúde (MS) pretende colocar para gerir a unidade, e também sobre a concessão da gratificação do desempenho médico (MP 568/2012).
 
Em sua participação, a presidente do CREMERJ, Márcia Rosa de Araujo, afirmou que o Conselho é contra a Ebserh e a favor da realização de concurso público com salários dignos e de carreira de estado para os médicos. Márcia Rosa também destacou outras questões importantes para os colegas.
 
“A nossa gratificação não foi corrigida (GDM). Na época da MP 568, que reduziria o salário dos médicos, fizemos um movimento para não sermos prejudicados. Ficou acordado que nossa gratificação seria discutida num outro momento, mas até agora nada. O MS não tomou nenhuma providência. Além disso, é absurda essa medida de suspender os pedidos de aposentadoria por mandado de injunção. Nosso jurídico, inclusive, está avaliando esse caso”, declarou.
 
A presidente do CREMERJ falou ainda sobre a intenção do Ministério da Saúde de importar médicos estrangeiros sem a revalidação do diploma e da ação de estudantes de medicina que, com o apoio do Conselho, estão organizando o ato público “Revalida, sim!” neste sábado, 25, às 9h, na Praia de Copacabana, para protestar contra isso.
 
Durante a assembleia, também foram apresentadas várias propostas, entre elas, uma manifestação no dia 5 de junho, na Cinelândia – sugerida pelo CREMERJ e pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ) – e a criação de um fórum para debater sobre a Ebserh. Todas as sugestões foram aprovadas por unanimidade.
 
Participaram também do encontro os conselheiros Nelson Nahon e Erika Reis; colegas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e do Hospital Federal de Bonsucesso; a deputada estadual, Janira Rocha; e representantes de diversas entidades médicas, sociais e da área de saúde.