Apesar de protestos, Rio Saúde é aprovada pela Câmara

14/05/2013


Votado nesta terça-feira, 14, o projeto de lei que autoriza a criação da empresa municipal de saúde, Rio Saúde, foi aprovado pela Câmara Municipal dos Vereadores do Rio de Janeiro. O placar final foi de 31 a favor e 12 contra. Os conselheiros Pablo Vazquez, Erika Reis e Nelson Nahon representaram o CREMERJ na audiência e protestaram com faixas contra a privatização da saúde pública.

No decorrer da votação, representantes de entidades e da sociedade civil demonstraram sua indignação em relação à criação de uma empresa pública para gerir a saúde do Rio de Janeiro. Os manifestantes, que lotaram as galerias da plenária, reivindicavam um prazo maior para a discussão do projeto de lei antes que fosse votado. Entretanto, a Câmara não cedeu aos apelos.

O Conselho, que desde o início se posicionou contrário à criação da empresa, reafirma o seu repúdio contra a terceirização da saúde, sendo a favor de concurso público com salários dignos e carreira de estado para os médicos.