Alunos da Gama Filho terão audiência com o MEC

26/03/2013


Estudantes de medicina da Universidade Gama Filho vão participar de uma audiência no dia 3 de abril com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em Brasília, para tratar do descaso e da incompetência administrativa por parte da mantenedora Galileo Educacional. A reunião foi solicitada pelo CREMERJ, por meio de ofício, no dia 15 de março, e recebeu apoio da UNE, da UEE, do Centro Acadêmico Albert Sabin, do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Gama Filho, do SINPRO, do senador Lindbergh Farias, da deputada federal Jandira Feghali e dos deputados estaduais Robson Leite, Paulo Ramos e Enfermeira Rejane.

O CREMERJ – que apoia a intervenção na Gama Filho – enviou o pedido de audiência ao Ministério da Educação (MEC), após uma reunião com os alunos da universidade que relataram, além de outras dificuldades, estar sem aulas, mesmo pagando em dia as suas mensalidades. O Conselho também apoiará a ida dos estudantes à capital federal.

Os alunos da Gama Filho aproveitarão a viagem para participar do ato público, que acontecerá no dia 2, no auditório Petrônio Portela. Médicos de todo o país se reunirão para protestar contra a desvalorização da classe médica e atrair a atenção do Ministério da Saúde às suas reivindicações, como as gratificações dos estatutários que estão suspensas; o desconto de 30% na aposentaria do médico e a falta de recursos humanos e de infraestrutura nos hospitais federais.