CRM apresenta relatórios do HGB para Procuradoria

06/03/2013


O CREMERJ apresentou nessa terça-feira, 5, para a Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro, o relatório das últimas fiscalizações ocorridas no Hospital Federal de Bonsucesso, que relatam o péssimo estado da unidade com a falta de recursos humanos e a superlotação. Em reunião com o procurador Jaime Mitropoulos, os conselheiros Pablo Vazquez e Armindo Fernando da Costa compartilharam a angústia dos membros do corpo clínico do HGB, que foram representados por Rosângela Magalhães, integrante da Comissão de Ética Médica do hospital.

No HGB, as condições não melhoraram. Ontem, por exemplo, havia 61 internados na emergência – que funciona em contêineres há mais de dois anos quando o setor foi desativado para obras que estão paralisadas. Conforme um acordo entre a direção do hospital e o Nerj (Núcleo Estadual no Rio de Janeiro do Ministério da Saúde) com o CREMERJ estabelecido no dia 13 de novembro de 2012, a capacidade de internação é de 25 pacientes.

De acordo com o procurador, existem petições em trâmite na Justiça que buscam respostas e resoluções para o caos no HGB. Todas aguardam julgamento. A procuradora Roberta Trajano também participou da reunião. O caso continua sendo acompanhado pelo CREMERJ.