HGB: Defensoria avalia situação do setor de transplante

22/02/2013


Com objetivo de apoiar a reativação do centro de transplantes de rins do Hospital Federal de Bonsucesso (HGB), o CREMERJ se reuniu nesta sexta-feira (22) com o defensor público da União, Daniel Macedo, e representantes do HGB. A Defensoria se mostrou favorável às sugestões do Conselho e afirmou que estudará o caso.

Dentre as questões pontuadas, a preocupação principal foi com as crianças que estão na fila para o transplante. Isso porque somente o HGB tem estrutura para realizar este procedimento no Rio de Janeiro. Os representantes da unidade também esclareceram que defendem a manutenção do setor de transplante em Bonsucesso e que não são contra a abertura de novos centros de transplantes, como o recém-inaugurado na Tijuca.

“O mais importante neste momento é o provimento de médicos. Mais uma vez, esbarramos nessa problemática que é a falta de recursos humanos. O HGB é uma referência em transplante e esse serviço deve continuar”, disse o conselheiro e coordenador da Comissão de Saúde Pública do CREMERJ, Pablo Vazquez.

Também participou do encontro o conselheiro Armindo Fernando da Costa.

Uma nova reunião deverá ser marcada para a avaliação dos resultados.

Emergência do HGB

A situação da emergência do Hospital de Bonsucesso, considerada caótica pela própria Defensoria, também foi destacada. O CREMERJ entregou para Daniel Macedo o relatório da última fiscalização realizada na unidade no dia 6 de fevereiro. O defensor público disse que já está analisando o caso e agradeceu o apoio do Conselho.