Outubro Rosa: câncer de mama ainda é um dos mais incidentes

18/10/2019

Outubro Rosa: câncer de mama ainda é um dos mais incidentes

 

É chegado o mês dedicado à conscientização do câncer de mama, o famoso Outubro Rosa. O objetivo é chamar a atenção para a importância do diagnóstico precoce da doença. Um levantamento do Instituto Nacional de Câncer (Inca) aponta que o Brasil somará aproximadamente 60 mil novos casos de câncer de mama em 2019. O número corresponde a 28% de todos os diagnósticos da doença registrados no país. O tumor é o segundo mais incidente entre as mulheres, atrás somente do câncer de pele-não melanoma.

 

Outro dado chocante é que, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, uma em cada 12 mulheres terá um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. As chances de cura em caso de diagnóstico precoce chegam a 95%. As principais formas para descobrir este tipo de câncer são o autoexame e a mamografia, que o Ministério da Saúde recomenda para mulheres a partir de 50 anos, além de check-ups regulares.

 

História

O Outubro Rosa é a data reconhecida mundialmente pela luta contra o câncer de mama, assim como, pela prevenção e pelo diagnóstico precoce da doença. O movimento faz referência ao laço cor-de-rosa, lançado e distribuído pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, durante a primeira Corrida pela Cura (Race for the Cure), em Nova York (EUA), em 1990. Desde então, o evento passou a ser promovido anualmente.

 

Foi em 1997 que entidades das cidades de Tuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a criar ações e campanhas voltadas diretamente para a prevenção do câncer de mama. Esse movimento passou a ser chamado de Outubro Rosa. Para conscientizar a população sobre a causa, os organizadores passaram a enfeitar locais públicos com laços rosa.

 

A mobilização foi se expandindo, até ser instituída de forma oficial em todo o território americano, além de conquistar outros países. Atualmente, a data é comemorada internacionalmente, inclusive no Brasil. Monumentos passaram a ganhar iluminação especial durante o mês de outubro para lembrar a importância do movimento. No país, o Cristo Redentor foi iluminado de rosa, pela primeira vez, em 2008. A data também estimula a participação da população, de empresas e de entidades.



Outubro Rosa também para homens

O câncer de mama também pode atingir a população masculina. Cerca de 1% dos casos é diagnosticado nos homens. Apesar da baixa produção de hormônio feminino e de atrofia das glândulas mamárias, eles acabam sendo afetados em situações de predisposição familiar e mutações genéticas. Como a incidência é rara, muitos homens ignoram sinais e descobre o câncer de mama, muitas vezes, em estágio avançado.