Portela inicia campanha de doação de sangue no Hemorio

05/02/2019

A maior vencedora do Carnaval carioca, a Portela, abriu nesta terça-feira (05/02) a campanha "Vista a camisa da solidariedade", que busca incentivar doações de sangue durante os festejos carnavalescos, período em que ocorre uma baixa de até 30% nos estoques disponíveis para transfusões. A corte momesca do Rio, ritmistas, passistas e o casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola abrilhantaram o evento no salão de doação do Hemorio.  O secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, prestigiou o evento e doou sangue.

- Doar sangue representa salvar vidas, além de ser um ato humanitário. Estamos aqui praticando uma boa ação em prol da saúde – destacou Edmar Santos, ressaltando que a meta do Hemorio é atingir 100 mil doadores em 2019, superando os 83 mil alcançados no ano passado.

Depois da apresentação da escola supercampeão de Madureira, virá a Mocidade, Mangueira, Vila Isabel e Salgueiro. As apresentações acontecem semanalmente, até o fim de fevereiro. Bastaram os primeiros repiniques para o salão de doação do Hemorio ser invadido pelo  samba e virar uma passarela de alegria, impulsionando as doações. Os componentes da Portela, em conjunto com o Rei Momo, as princesas e a rainha, se apresentaram pelos corredores e sala de doação vestindo a camisa da campanha.

Renato Magarão Nunes, de 50 anos, morador de Saquarema, fez questão de doar e destacou a importância do evento.

- Faço doação de sangue há 15 anos com a finalidade de contribuir para o aumento do estoque. São muitas pessoas que precisam para a realização de operações.  Campanhas como esta são importantes, pois geram novos doadores  - apontou Renato.

De acordo com o diretor do Hemorio, Luiz Amorim, o estoque da unidade está em torno de 60%.  Para ele, o ideal é que sejam coletadas 250 bolsas de sangue por dia. A campanha foi lançada para aumentar os níveis de doação no Carnaval.  Vale destacar que com uma doação de sangue é possível salvar até quatro pessoas uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes, como hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas e plasma.

No dia 8 de fevereiro, será a vez da participação da Mocidade Independente de Padre Miguel no projeto. A Estação Primeira da Mangueira fará sua exibição no dia 12, vindo Salgueiro e Vila Isabel.

Sobre o Hemorio

O Hemorio, órgão da Secretaria de Estado de Saúde, abastece as principais emergências, maternidades e unidades de saúde da capital, além de enviar sangue, quando necessário, para hospitais em todo o estado.

Quem pode doar

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. Devem portar ainda um documento de identidade do responsável. 

Não é necessário estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes. Os voluntários não podem ter tido hepatite após os 10 anos, nem estar expostas a doenças transmissíveis pelo sangue (sífilis, AIDS, hepatite e doenças de chagas). Mulheres grávidas ou amamentando e usuários de drogas não podem doar sangue.