Setembro é o mês de atenção à Saúde Vascular

08/09/2017

Com o objetivo de alertar e conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do tratamento precoce dos problemas vasculares, a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV-RJ) lança neste mês a campanha Setembro Vascular. Durante os próximos 30 dias a sociedade realizará ações de conscientização gratuitas em toda a cidade. Cinelândia e Praia do Leme são alguns dos locais escolhidos. 

Segundo o último levantamento do DataSUS, do Ministério da Saúde, mais de 853 mil mortes foram registradas com doenças do aparelho circulatório, sendo essa a principal causa de morte no Brasil, o que representa 40,9% do número de mortes por doenças crônicas não transmissíveis. 

Esse número preocupante é facilmente explicado pelo cenário de saúde do brasileiro atualmente: aumento do número de obesos (17,9% da população) e pessoas com excesso de peso (52,5%), diabéticos e hipertensos (21,4%). Isso, associado a hábitos não saudáveis, como o sedentarismo (15,4%) e o tabagismo (10,8%) forma uma equação com um resultado negativo. 

O médico vascular é responsável pela saúde de todo o sistema vascular, composto por artérias, veias e capilares. Por isso a preocupação da SBACV-RJ com a informação à população. “De um modo geral, a prevenção da doença vascular começa em pacientes acima dos 50 anos, ou com algum dos fatores de risco como tabagismo, sedentarismo, diabetes e o histórico familiar. Por isso, é extremamente importante ir ao angiologista ou cirurgião vascular para a avaliação clínica”, explica Carlos Peixoto, presidente da SBACV-RJ. 

AÇÕES: Na capital, os moradores poderão conferir em dois locais diferentes da cidade o protótipo de uma artéria gigante para proporcionar aos visitantes a oportunidade de entender os problemas arteriais de forma interativa. Dentro dela, uma exposição explicará as diversas patologias vasculares, como varizes, trombose, aneurisma, arteriosclerose, doenças obstrutivas, dentre outras. Em seu interior, as patologias vasculares. "O objetivo é que as pessoas conheçam como funciona o sistema vascular de uma maneira mais sensorial e entendam a importância de realizar o check-up vascular", ressalta Carlos Peixoto. 

Na Praia do Leme, no dia 24/09, será instalado um caminhão para atendimento ao público, com exame clínico e realização do exame de Ecodoppler, para verificar a situação das artérias, como a presença de possíveis obstruções. Também será oferecido um aulão de educação física, para estimular a prática de esportes, como forma de prevenção das doenças vasculares. 

A SBACV-RJ fará também uma audiência pública na Câmara Municipal da cidade do Rio de Janeiro, na quarta-feira, 13/09. O objetivo é discutir com o poder público a assistência vascular no Estado. Segundo um levantamento realizado pela Sociedade, no Rio de Janeiro, quase 3 mil pacientes aguardam consulta em cirurgia vascular, sendo a maioria constituída por pacientes candidatos a tratamento de varizes de membros inferiores. Além disso, 60% dos pacientes diabéticos com ferida, que procuram atendimento em hospitais de emergência do município, são submetidos a amputação. 

No dia 26/09 a artéria gigante será instalada na cidade de Petrópolis, para que os moradores da Região Serrana também possam conferir de perto o funcionamento do sistema vascular humano. 

AGENDA

13/09 – Artéria Gigante na Cinelândia – Horário: 09h às 15h

13/09 – Audiência pública na Câmara Municipal – Horário: 09h às 15h

24/09 – Artéria Gigante, aulão de educação física e atendimento ao público na Praia do Leme – Horário: 09h às 15h

26/09 – Artéria Gigante em Petrópolis (Praça Dom Pedro) – Horário: 09h às 17h 

DADOS

- O Rio de Janeiro é a cidade com maior número de obesos do Brasil (20,9% da população está) – Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde.

- Quase 3 mil pacientes aguardam consulta em cirurgia vascular, sendo a maioria constituída por pacientes candidatos a tratamento de varizes de membros inferiores.

- 60% dos pacientes diabéticos com ferida, que procuram atendimento em hospitais de emergência do município do Rio de Janeiro, são submetidos a amputação

 

Fonte: Ascom SBACV-RJ