LIVRO INTERFACES: REPRODUÇÃO HUMANA e COVID-19

29/05/2020

Apresentação

Segue o link do livro Interfaces: Reprodução Humana e Covid-19

     Este livro, na forma de coletânea, se define como um marco de ampla atualização científica sobre a reprodução humana e a Covid-19, que vem sendo debatido nos ambientes da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida. Constituindo-se em um importante ponto de inflexão nesse processo de sistematização e produção de conhecimentos, tem por objetivo aprofundar algumas constatações iniciais desse debate em curso sobre o coronavirus e sua relação com a reprodução humana, respondendo a algumas demandas urgentes de fundamentação da ciência e dos órgãos públicos que acompanham e fiscalizam a nossa profissão. A escolha dos capítulos norteou-se por três constatações. A primeira foi a de que sabe-se pouco sobre os efeitos do coronavirus no ser humano. A cada dia, esta pandemia vêm desencadeando, desde os últimos meses, profundas transformações em todas as dimensões da existência humana; a segunda foi
a de que essas mudanças se materializam, de modo específico, na sociedade brasileira, devido à maneira como o Brasil vem se inserindo no mundo no combate ao vírus e também devido às relações reprodutivas que se engendram, historicamente, em âmbito nacional; e a terceira foi a feitura de posicionamento da nossa sociedade frente a ações de atendimento ao paciente em tempos de pandemia por coronavirus. Na estruturação dos capítulos, influenciaram ainda duas demandas urgentes do debate da reprodução humana frente a Covid-19: a necessidade de identificar a natureza dessas profundas mudanças e a forma como elas interferem na medicina brasileira; e, mais especificamente, como essas mudanças interferem na definição de diretrizes e estratégias dos atendimentos com segurança biológica devida, de casais que necessitam
engravidar, inclusive sem perder de vista o acolhimento emocional de que tanto necessitam neste momento.


Hitomi Miura Nakagawa


Presidente da SBRA