CREMERJ DEFENDE MÉDICOS DE RISCO NÃO ESTAREM NAS FRENTES

29/04/2020

CREMERJ REITERA QUE MÉDICOS EM GRUPO DE RISCO NÃO PODEM SER OBRIGADOS A ESTAR NA LINHA DE FRENTE.


No mês passado, O Ministério da Saúde publicou uma Portaria, a de nº 639, em que TODOS os Médicos teriam que, obrigatoriamente, se cadastrarem para treinar e estar prontos para a linha de frente da COVID-19.
O CREMERJ entrou com uma medida jurídica, questionando esta obrigatoriedade, que faria com que TODOS os Médicos, indistintamente, sendo ou não de grupos de riscos, poderiam ser forçados a entrar na linha de combate ao Coronavírus.
Diante disto, o ex-ministro pediu ao Presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano e os dois representantes do Conselho no CFM para uma reunião para ajustarem este absurdo.
Desde então, a Portaria foi mudada, e OS MÉDICOS, PERTENCENTES AOS GRUPOS DE RISCO, NÃO SÃO MAIS OBRIGADOS A TRABALHAREM NA LINHA DE FRENTE.