Coração da mulher é tema de simpósio no CREMERJ

10/03/2020

Em razão do Dia Internacional da Mulher, o primeiro módulo da parceria da Associação Médica Brasileira (AMB) com o CREMERJ promoveu, nesse sábado, 7, um ciclo de palestras sobre a saúde do coração da mulher.

O presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, fez a abertura do evento. “Agradecemos a todos por disponibilizarem um sábado para nos assistirem, pois essa foi a forma que encontramos de exaltar o dia da mulher. Espero que desfrutem desse dia de grande aprendizagem”, disse.


Em seguida, o realizador do evento e presidente da AMB, Lincoln Ferreira, também falou sobre a ocasião.

“Primeiramente, saudamos e parabenizamos todas as mulheres aqui presentes. Espero produzir mais encontros como este, afinal, nosso trabalho, aqui no Rio de Janeiro, visa colocar a Medicina no seu devido lugar”, declarou.


A vice-presidente do Conselho, Célia Regina Silva, falou sobre o trabalho em conjunto com a AMB.

“É a primeira vez, no Rio de Janeiro, que fazemos um módulo em colaboração com a AMB. Temos o cuidado em promover parcerias, pois os assuntos em comum são trabalhados de forma objetiva para agregar na vida do Médico”, declarou.


Também compuseram a mesa o conselheiro e responsável pela Câmara Técnica (CT) de Cardiologia do CREMERJ, Roberto Meirelles, o conselheiro e responsável pela CT de Ginecologia e Obstetrícia do CREMERJ, Paulo Gallo, o diretor científico da AMB, Antonio Carlos Chagas e o presidente da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj), Wolney Martins.


Na ocasião, o diretor do Conselho Ricardo Farias apresentou o Portal de Defesa Médica. Um canal de denúncias que visa defender a integridade, a proteção e a valorização dos médicos.


Depois, o evento, dividido em duas etapas, iniciou com o tema “Peculiaridades na doença cardiovascular em mulheres” e foi moderado por Lincoln Ferreira e Eduardo Nagib. O conteúdo foi dividido em três aulas: insuficiência cardíaca, por Evandro Tinoco; hipertensão arterial, por Andrea Brandão; e dislipidemias e diabetes, por Marcelo Assad.


A segunda parte, moderada por Célia Regina da Silva e Wolney Martins, falou sobre “Climatério e risco cardiovascular”, e foi separada em quatro palestras: contracepção na transição menopausal, dada por Luciano Pompei; doença vascular, realizada por Arno Von Ristow; terapia hormonal e risco cardiovascular, feita por Cesar Fernandes; e saúde e sexualidade da mulher no climatério, abordada por Carmita Abdo.