MÉDICOS NÃO PODEM GANHAR R$ 1.417,95 POR 30 HORAS

30/12/2019

O CREMERJ vem a público protestar e repudiar as últimas atitudes da Prefeitura Municipal de Volta Redonda em relação à situação dos Médicos e da saúde do município como um todo.

Houve a implantação de uma OS no maior hospital público do Município de Volta Redonda, Hospital São João Batista, sem qualquer tipo de discussão com os Médicos, sem transparência no processo, gerando um quadro de instabilidade e incertezas em relação à qualidade do atendimento prestado à população, como também quanto à política salarial que será implementada para o quadro de funcionários.

Foi lançado pela Secretaria Municipal de Saúde, no último dia 27 de dezembro de 2019, um processo seletivo para contratação de médicos com salários consideravelmente inferiores aos que são praticados atualmente, com data de entrega da documentação para o dia 03 de janeiro de 2020, prazo que consideramos extremamente curto, além de ser um período tradicionalmente de recesso administrativo.

Também repudiamos o valor pago aos pediatras que ingressaram no último concurso referente ao edital 0002/19, que segundo os mesmos, receberam o valor de R$ 1.417,95 por trinta horas semanais, e deixaram de receber o complemento de gratificação contemplado na cláusula 2.7 do referido edital.

Lembramos que a Federação Nacional dos Médicos (FENAM) já divulgou, desde agosto, o novo piso salarial dos Médicos para 2019: R$ 14.619,39 para 20 horas semanais de trabalho.

O CREMERJ reafirma que é totalmente favorável a realização de concurso público para Médicos, defende a implementação de plano de cargos e salários, bem como a valorização do profissional Médico com remuneração justa e condições adequadas para a boa prática da Medicina.