Emenda sobre remuneração de médicos federais é tratada no CRM

06/12/2019

O CREMERJ promoveu em sua sede, nessa quarta-feira, 4, um debate sobre a equiparação da gratificação dos médicos federais ativos em relação às demais carreiras de nível superior do Ministério da Saúde. O pedido de remuneração foi feito por uma das emendas aditivas na Medida Provisória que criou o programa Médicos pelo Brasil, a MP 890.

 

A ocasião reuniu vários médicos da rede federal, o presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, o conselheiro federal Raphael Câmara, o subsecretário da Secretaria Municipal de Saúde, Jorge Darze, além do deputado federal Luiz Antonio Teixeira – do Partido Progressista –, criador da emenda.

 

Na assembleia, foram discutidos meios para incentivar o presidente da república, Jair Bolsonaro, a não vetar a emenda, que já foi aprovada no Senado e na Câmara dos Deputados.

 

“Durante muito tempo, nós, médicos federais, não fomos contemplados pela gratificação, e esta seria finalmente uma forma de termos acesso a esse valor. Que é o justo. Essa situação é uma pendência do governo federal conosco há anos”, declarou Provenzano.