Investimento em infraestrutura amplia serviço no HUGG

15/03/2019


Com mais R$ 8 milhões na verba anual, fornecidos pelo Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (Faec), o Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (HUGG-Unirio) vem realizando obras de modernização e investimentos na infraestrutura, ampliando seus serviços à população, pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg). O Departamento de Fiscalização (Defis) do CREMERJ visitou o local e constatou melhorias em setores como maternidade, enfermarias, centro cirúrgico, entre outros, nesta quarta-feira (13), na gestão do diretor Fernando Ferri. O diretor do CREMERJ Ricardo Farias e a promotora de Justiça Márcia Lustosa, coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Saúde do Ministério Público, que atua em parceria com o Conselho, acompanharam a visita.

 

Com atendimento exclusivo ao alto risco materno-fetal, a maternidade faz uma média de cem partos por mês, sendo 45% deles cesarianas. A área foi totalmente reformada em 2018 e dispõe de salas PPP (pré-parto, parto e pós-parto), equipadas ainda para assistência de parto humanizado. O atendimento às pacientes deve ser iniciado desde o pré-natal.

 

Para se adequarem às normas técnicas, as salas de cirurgia foram reduzidas de oito para seis. Com o centro cirúrgico em reforma, as cirurgias eletivas vêm sendo realizadas em uma sala da maternidade e em outra da ortopedia. A medida, provisória, deve durar até maio. As enfermarias clínicas e cirúrgicas também passam por obras de adequação e receberam aparelhos de ar-condicionado, e foi aberto um ambulatório de pequenos procedimentos. A estrutura do SPA deixou a desejar, com apenas um leito e uma cadeira em espaço físico reduzido.

 

A unidade também dispõe de um moderno parque tecnológico, o que permite agilizar o acompanhamento laboratorial de pacientes portadores de HIV, área em que há décadas o hospital é referência. Outro ponto positivo são os novos serviços em processo de habilitação para ampliar a oferta à população, como a trombólise no AVC isquêmico.

 

No quadro de funcionários, um dos três tipos de vínculo é composto por concurso pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e, atualmente, a unidade aguarda a admissão de novos médicos aprovados na última convocação.