Encontro histórico no CREMERJ reúne Município, Estado e União

28/02/2019


O presidente do CREMERJ, Sylvio Provenzano, abriu o encontro explicando que a reunião foi motivada por conta da preocupação do Conselho e dos médicos com o atendimento da rede pública.   O CREMERJ está fazendo uma coisa inédita: juntar as esferas municipal, estadual e federal para discutir o modelo assistencial. Estamos orgulhosos de estar aqui hoje com vocês, complementou.   

O projeto “Saúde no Carnaval 2019” foi apresentado pelo subsecretário de Atenção Hospitalar, Urgência e Emergência da SMS, Mario Celso Júnior. Para o sambódromo, o subsecretário explicou que a estrutura vai disponibilizar sete postos de atendimento, 33 leitos, 15 ambulâncias e 125 profissionais de saúde no revezamento de plantões. Nos blocos de rua, a estrutura operacional vai montar quatro postos de atendimento –um em Copacabana, um no Centro, um no Leme/Ipanema e um outro no Leblon/Lagoa. Neles, serão disponibilizados 16 leitos, 30 poltronas de hidratação, 135 ambulâncias e 175 profissionais de saúde no revezamento de plantões.

Os hospitais municipais Souza Aguiar, Salgado Filho, Miguel Couto e Lourenço Jorge estarão na retaguarda da urgência e emergência. Cada unidade contará com plantões, incluindo noturnos, da Central de Regulação para facilitar o encaminhamento dos pacientes. Segundo Mario Celso, a prefeitura investiu mais de R$ 12 milhões nesta estrutura. Para complementar o número de vagas no atendimento, a rede federal dispôs 48 leitos – 40 para adultos e oito pediátricos – distribuídos entre os hospitais de Bonsucesso, Cardoso Fontes e Andaraí, segundo afirmou o coordenador-geral de  Assistência do  Departamento de Gestão Hospitalar do Núcleo do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro (DGH/Nerj), Luiz Augusto Vianna.

O evento foi também prestigiado pelo secretário estadual de Saúde, Edmar Santos.  Além disso, foi discutido o déficit de recursos humanos nas redes municipal, estadual e federal, as deficiências do Sistema de Regulação (Sisreg) e o número de leitos no Estado. 

Todas essas ações descritas para o carnaval serão fiscalizadas pelo CREMERJ. Diante do sucesso do evento, outros acontecerão no futuro. Estando programado o próximo para abril/maio.