CRM participa de posse de novos médicos do município do Rio

21/11/2018


Representantes do CREMERJ participaram nesta quarta-feira, 21, da cerimônia de posse de 146 médicos aprovados em concurso da rede municipal de Saúde do Rio de Janeiro. A cerimônia contou com a presença do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, da secretária municipal de Saúde, Ana Beatriz Busch, e do presidente do CRM, Sylvio Provenzano. Na ocasião, o diretor do CREMERJ Ricardo Farias também foi empossado.

Para Sylvio Provenzano, a realização dos concursos públicos continua sendo uma das principais bandeiras defendidas pelo CREMERJ. “Como médico e servidor público há anos,acredito que os concursos públicos são os meios pelos quais os médicos deveriam ser sempre contratados. Queremos concursos públicos e médicos contratados por mérito. Eu desejo sucesso aos 146 colegas que hoje estão assumindo seus cargos. Tenham o apoio do CRM sempre que se fizer necessário. Esse é o papel do Conselho”, disse o presidente do CRM.

Empossado como médico ortopedista do Hospital Municipal Barata Ribeiro, o diretor do CREMERJ Ricardo Farias Junior falou sobre a importância da medicina na rede pública. “Temos que prestigiar e enaltecer a realização deste concurso, que atualmente está totalmente defasada no Rio de Janeiro. Acredito que esse é o caminho, já que não adianta pensar em saúde publica sem médicos comprometidos e, a maneira mais fácil de obter esse comprometimento, é oferecer uma carreira estável, de cargos e salários. O médico de saúde pública tem um compromisso com a sociedade e a medicina”, afirmou o diretor.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, garantiu que o compromisso sagrado, básico e fundamental do município é prestar serviço em saúde e educação. “Quero dar às boas-vindas aos convocados e reforçar que esperamos que o espírito público, a vocação e a natureza suplantem as dificuldades e as deficiências do setor”, concluiu Crivella.  

Os 146 médicos concursados terão carga horária de 24h semanais e vão atuar em hospitais gerais e especializados, pediátricos, maternidades, além de centros de atenção e psicossocial.